Windows 8 arranca demasiado depressa explica Microsoft | Noticias de Tecnologia

See on Scoop.itDanilo Pianco

A Microsoft tem-se esforçado por partilhar muita da informação de desenvolvimento do Windows 8 e a reengenharia do sistema operativo que está a ser feita, com dados muito dirigidos a programadores e parceiros de desenvolvimento, mas que podem ser interessantes para quem quer saber mais sobre o tema.

O último post publicado no blog Building Windows 8 cai precisamente nesta categoria, e explica que o Windows 8 tinha um boot (arranque de sistema) demasiado rápido, que não permitia interrupções através do uso de teclas como F2 e F8, e que foi preciso dar uns “toques” para permitir que os utilizadores acedessem aos diagnósticos que são por vezes necessários. 

“Embora estejamos a trabalhar para garantir que nunca terá de desligar o seu PC e para que possa correr num estado de standby, sabemos que vão ser necessários reboots para atualizar componentes chave do sistema” explica a nota de Steven Sinofsky, que reconhece que o arranque do Windows 8 é agora muito rápido. Aliás “é tão rápido que tivemos de olhar para o design para permitir o tipo de boots de diagnóstico necessários pelos que querem entrar na BIOS ou carregar o sistema em modo alternativo”, adianta.

As explicações do que foi “retocado” cabem a Chris Clark, da equipa de experiência de utilizador, que embora queira preservar um arranque mais rápido admite que há um “problema” e detalha as “novas soluções” utilizadas para que o computador continue a arrancar o mais rápido possível, mas permitindo todas as tarefas que os utilizadores estão habituados a fazer quando interrompem o arranque.

A Microsoft já tinha mostrado que um notebook com um disco SSD consegue arrancar em menos de 7 segundos, não a partir de um estado de hibernação mas estando totalmente desligado. É verdade que este arranque só funciona em PCs recentes, sobretudo devido às características de algumas BIOS, que ocupam tempo precioso com a apresentação do logo da BIOS e mensagens enquanto o computador arranca.

Segundo as contas feitas pela Microsoft, o tempo de arranque do novo sistema reduz o arranque do BIOS para 2 a 3 segundos, e a janela de oportunidade para “intervenção” do utilizador passa a apenas 200 milisegundos, um tempo que é demasiado curto para carregar no F8. E há ainda teclas adicionais, como o F2 para o Setup, ou F12 para o boot com rede.

De forma resumida, a “solução” encontrada pela equipa combina três formas: juntaram todas as opções num único menu – o menu de opções de boot, definiram um conjunto de comportamentos que fazem aparecer automaticamente este menu e criaram vários sistemas para aceder mais facilmente a estas opções, mesmo que não exista qualquer problema com o Windows ou com o arranque do sistema operativo.

See on www.scoop.it

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: